fachada-principal

O edifício localiza-se em pleno centro histórico do Porto,  logo inserido na área classificada de Património Mundial da Humanidade. O Largo dos Lóios, cujo processo de consolidação se concluiu no princípio do século XIX,  possui edifícios com valor arquitectónico alguns individuais, outros que no seu conjunto garantem a qualidade arquitectónica do local. 

Trata-se de um edifício que tinha como função no rés-do-chão comércio e nos restantes pisos habitação que foi sendo alvo de constantes alterações no interior e na caixilharia exterior.

O edifício tem duas frentes, com configuração em L,  possui uma única serventia pelo Largo dos Lóios, e a outra frente é orientada para um pequeno logradouro, que estava fechado com uma ampliação. 

O sistema construtivo do edifício em causa é composto por paredes auto-portantes em alvenaria de pedra (granito). Relativamente às lajes de piso, são em vigamento em madeira com revestimento a soalho.  A estrutura encontra-se em estado razoável de conservação sendo que para confirmar foi solicitado ao Instituto da Construção (FEUP) um relatório de inspecção. Esse relatório pode ser analisado em pormenor na página de documentos.

A cobertura é em asna de madeira, em madeira. As paredes interiores são tabique, existindo mesmo algumas em alvenaria de pedra. Também foi encontrada uma parede de taipa de rodízio conforme se pode ver no relatório de inspecção. 

De acordo com o relatório de inspecção “as entregas dos vigamentos nas paredes de alvenaria encontram-se em bom estado”; “as secções, espaçamentos e tarugamento das vigas dos pavimentos são suficientes, garantindo segurança no novo uso. Em locais pontuais poderá ser necessário repor algum tarugamento uma vez que as vigas apresentam alguma torção no seu plano; “algumas vigas apresentam ataque de caruncho de 0,5cm a 1,ocm, mas que, aparentemente, se encontram inactivos e que face às secções da viga não reduzem de forma relevante a sua secção resistente. “

escadas

Portanto a proposta teve em atenção o relatório e o projecto de arquitectura tentou aproveitar o máximo dos elementos construtivos em bom estado de conservação.  A escada e os vigamentos de madeira serão mantidos e recuperados. 

O projecto divide-se em:

Rés-do-chão

planta-r-c

Planta do rés-do-chão

Espaço para comércio e entrada para os pisos superiores independente. Possui ainda o acesso ao logradouro que foi restituído.

Piso 1 e Piso 2

planta-piso-1-e-2

Planta do piso 1 e 2

Apartamento T1, constituído por um hall de entrada, uma sala dotada com cozinha, uma instalação sanitária e um quarto.  A cozinha resume-se a um bloco de armários onde é possível encerrar ou abrir, tornando o espaço o mais flexível possível. O quarto está orientado para o logradouro interior, um espaço mais calmo e confortável para dormir. 

Piso 3

planta-piso-3

Planta do piso 3

Apartamento T2, duplex, constituído por um hall de entrada, uma sala comum, uma cozinha, uma instalação sanitária de serviço. No piso superior, aproveitamento das águas furtadas, dois quartos e uma instalação sanitária.  A cozinha está orientado para o logradouro interior e a sala comum está orientada para o Largo dos Lóios. Os quartos estão orientados um para cada fachada. 

planta-aguas-furtadas

Planta do aproveitamento do aproveitamento das águas furtadas

A escada de acesso aos pisos superiores é em madeira e será mantido o desenho da escada e do corrimão original, sendo reabilitado o que for possível e o restante substituído por peças idênticas. A encimar a escada é proposta uma clarabóia com desenho contemporâneo, com o intuito de iluminar toda a caixa de escadas, contribuindo para um maior destaque desta e servindo como elemento de complemento e de valorização deste elemento tão característico da tipologia arquitectónica dos edifícios de habitação portuense.

A fachada principal será mantida e a fachada lateral será desenhada, uma vez que já estava bastante degradada e com alterações significativas devido às ampliações efectuadas nessa fachada. 

alcado-principal

Alçado principal

 

 

 

 

 

1 Response to “Projecto”


  1. 1 Teresa Silva Novembro 1, 2013 às 10:20 am

    É bom saber que há cada vez mais quem opte por conservar interiores! Parabéns!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Adriana Floret
Adriana Floret - Arquitectura Ldª Rua de Entreparedes, 68
4000-198 Porto
PORTUGAL
Telemóvel: 917405510 Telefone/Fax: 220174595
www.floretarquitectura.com adriana@floretarquitectura.com

Floret Arq. Lda

Floret Arq. Twitter

Canal Floret Flickr

unnamed

DSC_1880

DSC_1869

Mais fotos

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 3 outros seguidores

Blog Stats

  • 29,708 hits

%d bloggers like this: